Pois é dando que se recebe… – Give a Little Love

Com esse frio nada melhor do que ficar debaixo das cobertas e ouvir uma boa música. Bem, justamente hoje encontrei esse vídeo:
 
A música é muito tocante, mas penso que ela nos faz pensar sobre o amor. Mas não falo aqui do amor romântico, em direção a determinado indivíduo pelo qual se faria loucuras. Trata-se de algo mais profundo, um amor pelo ser humano, por toda uma raça, um sentimento que se dirige ao próximo.
Talvez o ritmo das nossas vidas não nos permita muito pensar nos outros, afinal nossas agendas estão cheias, assim como nossas cabeças, porém será que podemos dizer o mesmo de nossos corações? Temos conversas com amigos, familiares e conhecidos, mas não olhamos em seus olhos e, muitas vezes, sequer escutamos suas palavras. O corpo se faz presente e a mente está com seus pensamentos egoístas esperando que o outro se cale para poder expor suas ideias, pois eu quero ser ouvido, apesar de não ouvir.
É justamente esse egoísmo que mina nossa humanidade. Quando paramos de pensar no outro.

‘But if you give a little love, you can get a little love of your own’

Mas, se você der um pouco de amor, você pode ter um pouco de amor para você’

Precisamos aprender a doar, pois assim receberemos de volta. Esse é o tema da música: doação. E não trata-se de dinheiro, e sim de doar o seu ouvido para escutar um amigo falando sobre seu coração partido, doar seu tempo para ajudar alguém a aprender uma nova tarefa. Existem tantas coisas. O que vamos deixar nessa vida que passa tão depressa?
A partir dessa pergunta podemos pensar no tempo. Não sabemos quanto tempo temos, tudo passa tão rápido. É preciso tirar proveito do agora. Se não agora, então quando?
O amor e o tempo parecem temas que sempre andam de mãos dadas, talvez porque um nos leve a pensar no outro. O tempo é curto e amar é preciso, mas sem pressa. Uma música como essa não precisa de explicação, mas acredito que ela toque cada pessoa de uma forma diferente. Ela me fez pensar no tempo que perdemos com nosso egoísmo e quantas oportunidades não são realizadas porque nós simplesmente não olhamos para o outro. Quanta ajuda nós não negamos… Ninguém dá o primeiro passo, ninguém faz o primeiro ato de gentileza, mas cada um quer que alguém seja gentil consigo. É uma grande contradição e parece um ciclo vicioso, alguém precisa quebrá-lo.
‘And my love is my whole being
And I’ve shared what I could’
[E o meu amor é todo o meu ser
E eu já compartilhei o que podia] 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s